Nós fomos ao fim do mundo - Cape Reinga

 Cape Reinga - A ponta limite do Norte da Nova Zelândia.
Imagem sem filtro.

A Patricia, minha filha mais nova, veio passar férias na Nova Zelândia. Ela ficou por cinco semanas. Nesse período, fizemos várias viagens de carro por essas estradas de paisagem deslumbrantes.
Foram momentos muito bem vividos e felizes. Nós duas nos divertimos muito em nossas aventuras.

A nossa viagem começou em Tauranga, cidade onde moro atualmente. Fica há mais ou menos três horas de carro até Auckland, onde ficamos por três noites. O tempo estava chuvoso, mas mesmo assim, eu consegui levá-la em quase todas as praias e lugares turísticos. Foi bom rever esses lugares, mas na verdade, eu estava ansiosa pra viajar pro Norte do Norte, como eu apelidei carinhosamente.

Foi uma viagem de mais ou menos três horas saindo de Auckland até chegar em Paihia, cidade onde ficamos hospedadas por duas noites. Não passeamos muito pela cidade, pois o nosso desafio era chegar no topo, ou melhor, no fim do mundo, e, queríamos aproveitar o máximo desse momento.

Gosto de dirigir, mas eu estava um pouco cansada (mentira era preguiça) . De Paihia pro Cape Reinga são quase três horas de viagem. Então, resolvemos fazer um turismo de ônibus. O que foi uma ótima ideia. 

Às 7:00 da manhã, o ônibus da SandSafari foi nos pegar no Holiday Park onde estávamos hospedadas. E, desde o momento que entrei naquele ônibus, tive a certeza que valeria a pena.

O motorista era um rapaz muito atencioso e explicava todos os detalhes da viagem. Havia uma tela onde mostrava todo o caminho que estávamos indo em tempo real. Simplesmente, fascinante.  Claro que era fascinante, afinal, estávamos indo para o fim do mundo. Risos.

 Onde o Mar da Tasmânia e o Oceano Pacífico se encontram. Percebam a diferença das cores.
O mar da Tasmânia é verde e o Oceano Pacífico azul. 
Imagem sem filtro.

Não sei explicar pra vocês a emoção que senti naquele lugar. É uma coisa que não se explica, apenas se sente. Fiquei com vontade de chorar, mas não seria um choro de tristeza, mas sim de contentamento.

Quando avistei os dois mares se encontrando com cores diferentes olhei pra minha filha e disse: "Será que já morremos e estamos indo para o céu. Se o céu for mais bonito ainda que isso, quero ir pra lá". Não foram palavras soltas. Elas saíram do meu coração. E, não era só eu, ou a Patricia. A gente via a emoção transbordar nas pessoas. O inexplicável do inexplicável aconteceu. 

Que vontade de voltar e ficar contemplando o encontro dos mares.
 As placas nos fazem sentir que realmente estamos no fim do mundo. Ou o começo? Risos

Mas o Cape Reinga não é apenas um farol no fim do mundo. É o lugar mais sagrado da Nova Zelândia. Os Maoris (povo nativo da NZ), acreditam que é do Cape que as almas partem depois da vida. E por estar num lugar sagrado, não é permitido levar comida ou bebida.

Esse país é de uma beleza natural deslumbrante. Já viajei bastante pela Ilha Norte, mas, em minha opinião, o Cape deveria ser o destino de todos que vêm fazer turismo aqui. Vale a pena.

90 Miles Beach vista do Cape Reinga.

Essa é a vista de 90 Miles Beach, que será a continuação dessa nossa aventura. E que aventura. Aguardem!

Abençoado dia e até a próxima postagem!

11 comentários:

  1. Lucinha, que beleza de lugar e quanta aventura legal devem ter tido na cumplicidade amiga de mãe e filha! Ela deve ter adorado também. Que bom foram 5 semanas, tempo bastante pra saudades matar( e deixar mais outras,rs)... Adorei ver esse fim do mundo!!! Perfeito! bjs praianos, chica

    ResponderExcluir
  2. Que deslumbramento suas fotos me deram! Era como se eu estivesse ali junto a vocês, saboreando essa beleza, verdadeiro paraíso! Não foi a toa que eu sempre lhe disse que as belezas naturais de NZ, superam as de quaisquer país! Patricia vai acabar morando por aí! Lindas e apaixonantes fotos! Guardo meu livro com carinho, sobre NZ e dizendo a você que há um rico material daí para você postar. Amei sua postagem! Beijos e abraço carinhoso!

    ResponderExcluir
  3. Lucinha, a leitura desta sua reportagem de viagens foi deliciosa.
    Agradeço as belas fotos... Foram momentos muito agradáveis.
    Continuação de dias brilhantes e muito felizes.
    Abraço.
    ~~~
    Ps - O meu blogue aborda arte, de um modo leve e acessível.
    Para o encontrar coloque no buscador do Google...
    a vivenciar a vida blogspot _ majo dutra

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Lucinha,
    Obrigada por nos mostrar tanta e tamanha beleza!
    Fiquei emocionada com essa maravilhosa imagem dos mares se juntado! Um local na verdade mágico!
    Proporcionou a sua filha uma viagem que ela jamais esquecerá;))!!
    Beijinhos e fico aguardando por mais.
    Ailime

    ResponderExcluir
  5. Oi Lucinha! Que bom que voltaste!!! Gosto muito das tuas postagens,estava com saudades!
    A Nova Zelândia está na minha lista dos 50 lugares para conhecer antes de morrer... rererere mas, te confesso, que não sei muito sobre o país. Se me perguntarem, "tá, mas onde exatamente, tu queres ir?", ou "o que, exatamente, tu queres conhecer?", te confesso, que não sei responder. Imagino, que seja o mesmo sobre alguém de fora querer conhecer o Brasil. Tem muita coisa no Brasil para conhecer e sei que é o mesmo aí.
    Mas... agora, graças a esta postagem, a este passeio que nos proporcionaste, já vou ter uma resposta para dar, se alguém me perguntar o que quero conhecer na Nova Zelândia! Vou responder que quero conhecer o fim do mundo. Ou seria o começo??? Ou o Norte do Norte da Nova Zelândia?
    Amo faróis!!! Amo muito!!
    Com certeza, este seria um destino certo e muito desejado de conhecer na Nova Zelândia! Obrigada!
    Ansiosa pela próxima parada! Quer dizer, postagem! :)
    bjinho!

    ResponderExcluir
  6. Querida Lucinha,
    cheguei para acompanhar os seus passeios lindos e emocionantes... Fico contente por vocês, imagino o tempo precioso que passaram juntas...
    Paisagens belas e a narração espetacular... Um dia ainda chego aí (ao vivo) para darmos umas voltinhas... Este ano daremos “um voo bem bonito”, se Deus quiser!... Sua terra é muito longe, mas quem já esteve no Japão, pode também esticar p NZ... Rsss...
    Bjs e carinhos...

    * Obrigada pelos comentários no nosso niver de namoro... Valeu!

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, querida amiga Lucinha!
    Vim olhar seu blog e encontro uma beleza incrível.
    Precisava de um frescor a mais na tardezinha quente e acho aqui.
    Já estive no encontro de dois rios no norte do Brasil e fenômeno também ocorre...
    Fiquei deslumbrada olhando por lá...
    Agora, aqui... lindo demais!
    Felicidades e bênçãos para você!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    ⚓⛵😘🙏

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida amiga Lucinha!
    Hoje você é destaque em meu blog.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    http://www.idade-espiritual.com.br/2019/03/cantinho-espiritual-do-leitor-lucinha.html?m=1

    ResponderExcluir
  9. Eita que deu vontade de fazer as malas!!! Meu esposo sempre quis ir à Nova Zelândia, mas ele prefere os lugares sossegados como esse. É muito engraçado o nosso casamento. Eu quero ver todas as cidades grandes, ele quer conhecer todos os interiorzinhos, rsrsrsrs!!

    beijos!

    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

Visualizações

Arquivo

Categorias