Brincando com a Chica # 35



Não costumo comer frituras. Meu pecado da gula, vai pro lado de tudo que contém açúcar. Já tentei de várias formas tirar do meu cardápio, e, ainda, não consegui. Gosto mais de doces do que uma formiga. Mas o assunto hoje, não é esse. 

Das muitas coisas que sinto falta do Brasil, uma delas é pastel. Encontro nos mercados asiáticos, uma massa parecida com as das vendidas nos supermercados brasileiros, só que com um gosto um pouco adocicado. A primeira vez que vi massa de pastel, quase abracei a prateleira toda de tanta alegria. Hahahaha. 

Mas a minha vontade enorme no momento, é de comer aqueles vendidos nas feiras livres. Pode isso? Vendo essa imagem acima, deu até água na boca. Enquanto isso não acontece, já combinei com uma amiga e vamos fazer em breve. Não vai ter caldo de cana pra acompanhar. Já é pedir demais, querer achar cana de açúcar na Oceania. Risos

Por curiosidade, acabei aprendendo mais um pouquinho desse meu favorito lanche.


O pastel é um lanche tipicamente brasileiro, sendo derivado do tradicional rolinho primavera da culinária chinesa. Sua introdução se deu através de imigrantes chineses, que tiveram de adaptar-se às matérias-primas disponíveis no Brasil. Contudo, sua popularização na cultura do brasileiro, veio das mãos dos imigrantes japoneses que, por ocasião da II Guerra Mundial, abriram redes no intuito de se passarem por chineses, livrando-se, dessa forma, da discriminação que havia na época em razão da aliança entre alemães, italianos e japoneses.

Os princípios de manipulação e processamento de alimentos da culinária japonesa foram introduzidos nas redes que tornaram-se um grande negócio dentro da colônia. Os pastéis ganharam o gosto popular por serem produtos saborosos, de rápido consumo e principalmente baratos.


Vou ali rapidinho brincar com a Chica.

A frase dessa semana é a coisa que mais gosto de comer. 

A minha frase é:

Saudade = café, pastel e conversa com amigos.

27 comentários:

  1. Lucinha, que legal essa saudade do pastel de feira, principalmente... Foste buscar a história e isso sempre acrescenta saber..
    Gosto muito deles, mas nunca os faço em casa,rs... Aqui ,quase nada de frituras, mas na rua ou encomendados, vale,rs...Adorei a frase: juntar amigos e comê-lo junto, coisa boa!!

    Obrigadão por brincar e com certeza nos veremos na outra brincadeira, dessa vez, por estarmos perto do Natal, angelical!

    Mas o VAMOS BRINCAR voltará em 2015, após férias do Neno,quando a rotina normalizar.

    bjs, tudo de bom e um beijo pra lalá também.Sempre mando bons pensamentos à ela! chica

    ResponderExcluir
  2. Lucinha eu sabia da origem do pastel, mas essa dos japoneses, heim? Deram uma de jeitinho brasileiro, não? Isso eu não sabia! Somos muito criticados pelo nosso famoso jeitinho brasileiro, mas no fundo, todas as nações o possuem, pode apostar, visíveis ou camuflados. Eu amo pastel, mas detesto o cheiro que impregna a cozinha, a roupa e principalmente os cabelos. Meu sobrinho traz a massa do supermercado para fazer, eu não gosto não, mas faço para ele que é vegetariano. Quer receita de massa? Um abração! Feliz semana!

    ResponderExcluir
  3. Adoro também doces! Sou também formiguinha! Agora um pastel com caldo de cana é bom demais da conta! Adoro esses dois juntos! Adorei a frase.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  4. Oi Lucinha
    Como tu , também busquei saber a história da origem dos pastéis brasileiros, pois dos pastéis de Portugal, que são doces, o de Belém, de Nata são originários dos conventos , em que as freiras precisando ganhar dinheiro, os faziam para vender.Mas os salgados fritos, aqui do Brasil,e de feira de preferência, são mais gostosos, e tens razão em sentir saudade...
    Sou dos doces, mas como pré-diabética, estou me cuidando, isso que já fui até confeiteira ..hehehe...
    Bom domingo .
    Abraço carinhoso e afagos na alma.

    ResponderExcluir
  5. Ola Lucinha, imagino quanta saudade desse pastel com o sabor do seu querido Brasil!
    Pessoalmete aprecio com sabor de salgado (com pouco sal) mas não posso abusar muito não! Uma das minhas prevaricações;))! Minha vesícula não aprecia;))!
    Gostei de saber mais sobre a origem do pastel ai no Brasil! Adoro rolinho primavera;))!
    Beijinhos e um boa semana.
    Um afago ao Cido,))!
    Ailime

    ResponderExcluir
  6. adoro pastel, mas se eu mudasse para outro pais confesso que so sentiria saudade da conversa com os amigos...o que ja é muito dificil, eu sei...mas as coisas estao muito tristes por aqui....o povo anda muito mal educado, sem cultura, sem respeito....bla bla bla bla bla bom domingo...bjo bjo

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida Lucinha
    Sei bem o que é desejar um feijão com arroz e não ter por perto...como são difíceis os 'porotos' em certos locais sul americanos... que dirá pastel?! rs...
    faz mesmo e põe a receita e verá um monte de gente aí fazendo e gostando... rs... é muito bom!!!
    Bjm fraterno e ótimo fim de Domingo!!!

    ResponderExcluir
  8. Lucinha, adoro doces, mas pastel eu não gosto! Muito legal a frase. beijinhos Pedrinho

    ResponderExcluir
  9. Também sou formiguinha amiga, mas não resisto a um pastel...e bom demais!
    Adorei tua participação, e saber um pouco mais sobre essa delícia!
    bjus!

    ResponderExcluir
  10. Pastel e sua história, grata por tantas informações. Adorei o conteúdo da sua frase, adoro.bjs

    ResponderExcluir
  11. Que perfeita inspiração.Lucinha
    Pastel,café,e conversa com os amigos? É tuuuuudo de bom!
    Tenha uma ótima semana, querida
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  12. Amei a frase Lucinha e a história contada sobre o pastel, incrível como cada cabeça pensa a mesma frase com tanta diversidade, quanta riqueza ! Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Eu não resisto ao um docinho.Gosto de pastel também, de qualquer forma, mas evito comer frituras!
    Muito boa a sua frase!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  14. Lucinha, essa tua imagem de pastel está irresistível!
    logo se vê que está com saudades de comer pastel! rsrs
    amei a frase e as informações sobre a origem do pastel
    e vou te dizer, nem todo pastel daqui está bom.
    Nem a massa , nem o recheio
    Em S.P. por enquanto ainda se salvam, mas está longe de mim, rsrs
    quando fizer a massa do pastel, coloque um pouquinho de aguardente
    minha mãe colocava e ele ficava assim pururuca igual a de sua foto
    beijos
    Zizi

    ResponderExcluir
  15. Lucinha tem que vir até Portugal provar os nossos pasteis doces,apesar de o pastel de nata ser o mais conhecido,temos outros igualmente maravilhosos.
    Adoro café e pastel.
    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  16. Oi Lucinha esta saudade é mesmo chaaaaaata.
    Penso que somos uns poços de saudades,
    Eu depois de mais de 28 anos de Bahia ainda sofro com saudades da gastronomia mineira e ao ver fotos das guloseimas fico em pânico.rsrs.
    Sua participação neste fechamento ficou ótima com belas informações culturais sobre o pastel.
    Esta de enganar os perseguidores ao povo japonês é muito engraçada.
    Que bom esta brincadeira nos colocou no mesmo caminho das interações e é um prazer seguir juntos.
    Uma linda semana a você com paz e alegria e que possam fazer um pastel bem gostoso ai.
    Meu abraço amiga.
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Lucinha, gostei demais de ver a sua participação com o PASTEL! Eita coisinha gostosa, né? O de queijo é o meu preferido! O maridão fala muito num de bacalhau do Mercado em S Paulo... Hummmm...

    Um abraço grande e uma excelente semana...

    ResponderExcluir
  18. Ei Lucinha
    Obrigada pela visita e comentário delicado deixado no bloguinho.
    Tem razão pastel é um salgadinho delicioso, adorei seu texto, sua frase muito legal e criativa, além da imagem escolhida ser muito apetitosa.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  19. Bom dia, Lucinha!
    Que bela participação! Eu não sabia sobre a introdução do pastel por aqui. Não sou de comer muita fritura, mas tem horas que dá aquela vontade... e como vc disse, essa foto não ajuda rsrs. E com caldo de cana... hummmm... Se essa postagem fosse na sexta-feira, já atravessaria a avenida aqui e ia na feira comprar um lanchinho rsrs.
    Também sou formigona, então te compreendo. ;-)
    Abraços e lindo dia.

    ResponderExcluir
  20. Lucinha,
    Acho que estamos juntas nessa, ate no nome, rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr.
    Eu tbm sinto saudades do pastel do Brasil! Aquele que vc come junto com caldo de cana.
    Vou tentar fazer por aqui, algum dia...
    Amei a frase! Bjs e uma noite de paz!

    ResponderExcluir
  21. Deu vontade...qdo morei em Sampa eu comia muito na feira, que delícioso sinto até o gosto.
    Aqui no Sul não tem caldo de cana ,pastél muito pouco ....o que mais gosto é com recheio de palmito que só encontro no Shopping daqui.
    bela semana pra ti! bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  22. Definitivamente vim na hora errada ler as participações da Brincadeira de Chica! Tô morrendo de fome! Graças a Deus que aqui perto não tem nenhuma pastelaria e a vontade de comer pastel vai ter que se contentar com pão, manteiga e café com leite! rs...rs...rs... Um post delicioso esse seu! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  23. Saudade, toma cafe, Blog dos Forninhenses, acabou!

    ResponderExcluir
  24. Bom dia Lucinha, tudo bem? Nomeei-a para uma brincadeira no meu Sinais! Esteja à vontade para aceitar ou não.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  25. Que deliciiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiia, bjus

    ResponderExcluir
  26. Oi, Lucinha, como vai?
    Hummmm, pastel é muito bom, em especial aqueles bem sequinhos e recheados. Não consumo muito por ser gorduroso, mas vem em quando, com um café, vai muito bem! Gostei de conhecer a origem! Um abraço!

    ResponderExcluir
  27. Eu amo pastel!!! Amo frituras, amo doces, massas, pães... tudo que engorda! ai,ai... Acho que comeria pastéis todos os dias, fiz semana passada para o Leonardo levar numa remadinha, só que não faço de carne, faço de soja texturizada, ou palmito, queijo, legumes (milho, brócolis). Aliás, adoro fazê-los também, acho o máximo! Sempre que estou fritando pastéis, penso em abrir uma pastelaria, de tanto que gosto de fazer. rerere

    ResponderExcluir

Visualizações

Arquivo

Categorias