Quilt -Patchwork - Saudade de minha amiga Mary

 Casinhas e flores
 Dos mais simples aos mais trabalhosos
Cada um mais lindo que o outro.

Galinhos fofos, corujas observadoras, e pássaros pensativos.
Um dos mais lindos que vi por lá.


Sábado passado, fui a uma exposição de trabalhos em Quilt, que é realizado na comunidade do vilarejo onde moro. Fiquei encantada com os trabalhos lindos e perfeitos. São verdadeiras obras de arte, aos meus olhos.

Já contei sobre a Mary que foi minha professora de crochê. Ela faleceu em outubro do ano passado, de um súbito ataque cardíaco. Ela havia acabado de descobrir uma doença grave, mas acabou falecendo antes mesmo de começar o tratamento.
Mas, o fato é que ela ensinou por muitos anos trabalhos manuais no local dessa exposição, e era uma das organizadoras do evento. Quando entrei, senti uma dorzinha no meu coração. Aquele lugar nunca mais será o mesmo sem a presença dela.

A última vez que nos encontramos pessoalmente, ela me mostrou uma revista de trabalhos em Quilt, e disse que iria me ensinar. Eu disse que gostaria muito de aprender, só que achava um trabalho difícil. Ela respondeu que acreditava na minha capacidade, e que eu iria aprender Quilt e muito mais.
Mary foi uma pessoa que passou muito rápido na minha história e me deixou muitos ensinamentos de vida, e que acreditou em mim.

Esse projeto, como muitos outros, estão arquivados dentro de mim, esperando o momento certo pra colocá-los em prática.

A Mary está fazendo muita falta por aqui, mas sei que ela está fazendo trabalhos muitos mais lindos que esses, lá no céu. Continue descansando em paz.


Encontrei essa matéria no site da Singer, que fala sobre a diferença dos trabalhos em Quilt e Patchwork.


O que é Quilt e Patchwork.

O patchwork e o quilt são trabalhos feitos geralmente com retalhos de tecido.
O patchwork consiste em unir retalhos, formando combinações de cores e desenhos.
Os trabalhos de patchwork podem ser desenvolvidos com a utilização de diversas técnicas e, geralmente, utilizam manta acrílica para criar um efeito acolchoado.
Para o arremate dos trabalhos de patchwork, utiliza-se pespontos largos, mais conhecidos como quilt.
O quilt é uma espécie de alinhavo, usado para criar efeitos de relevo nos trabalhos de patchwork ou em acolchoados. O quilt pode ser feito à mão ou com a máquina de costura.
Com algumas técnicas e um pouco de imaginação, é possível criar trabalhos maravilhosos em patchwork e quilt. Você pode fazer colchas, almofadas, painéis, roupas, etc. O patchwork é muito mais que uma arte, é uma terapia.

o Surgimento do Quilt e Patchwork.

O patchwork e o quilt são trabalhos manuais muito antigos. As primeiras evidências desse tipo de trabalho são muito antigas, há registros de 3400 A.C.
No Egito antigo, os faraós já utilizavam roupas feitas de sobras de tecidos, para serem usadas sob as armaduras de ferro e colchas.
Na idade média, o patchwork e o quilt se espalharam pela Europa (Inglaterra, Itália, França e Alemanha). Os peregrinos ingleses, que fugiram das perseguições religiosas, trouxeram o patchwork e o quilt para a América.
Nessa época, as mulheres eram obrigadas a fazer trabalhos manuais (para evitar que o "demônio" entrasse em suas mentes) e só podiam sair de casa para ir à igreja ou às reuniões de quilteiras. Com o tempo, essas mulheres passaram a planejar as peças antes de costurar e, assim, o patchwork deixou de ser uma atividade apenas utilitária e passou a ser uma forma de expressão. Todas as mulheres, antes de se casar, deveriam fazer 12 trabalhos (um para cada mês do ano).
A partir de 1846, com a invenção da máquina de costura doméstica, o patchwork e o quilt passaram a ser feitos à mão e à máquina.
Após a 2a. Guerra Mundial, as mulheres começaram a sair de casa e a trabalhar fora. Durante algum tempo, o patchwork e o quilt ficaram esquecidos.
Na década de 70, com o movimento hippie, o artesanato voltou a ter destaque. Desta forma, o quilt e o patchwork ressurgiram com força total.
As máquinas de costura evoluíram, surgiram acessórios especiais para o patchwork e o quilt (réguas, cortadores) e as técnicas foram aperfeiçoadas. A indústria têxtil passou a desenvolver estampas e cores especiais e o patchwork invadiu as coleções de estilistas famosos e as passarelas.
Hoje, o patchwork e o quilt são uma arte, que pode ser aplicada na moda, em casa, onde sua imaginação quiser.

O Patchwork no Brasil.

No Brasil colonial e imperial, o quilt e o patchwork eram atividades limitadas aos escravos, que usavam retalhos das roupas de seus senhores para a confecção de cobertas e roupas. Somente com a chegada dos imigrantes o patchwork começou a ser mais difundido.
Hoje, há muitas escolas que ensinam as técnicas e o patchwork é um sucesso.

Fonte da matéria - Singer.

19 comentários:

  1. Lucinha, que maravilhosos tabalhos viste e nos mostraste. Adoro essa técnica, cho linda! E já te vejo fazendo e nos mostrando os TEUS trabalhos.

    Imagin como a Mary ficaria feliz ! Linda homenagem à ela fizeste aqui... A saudade fica mesmo ,ainda mais ao entrar no local onde ela ajudou a criar.


    Adorei! beijos,obrigado pelo comentário e por aqui as coisas são assim mesmo,né? beijos,tuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Lucinha, que aula linda vc conseguiu pesquisar para nos encantar sobre esse trabalho, indo até nos primórdios das civilizações. Nem eu sabia tanto assim, já que sempre me encantei com ele. Sempre acompanhei em revistas e sei muito sobre as mulheres americanas, onde lá esse tipo de trabalho manual é altamente rico. Imagino seu sentimento com relação à Mary. Deve ter doído fundo! Aquele trabalho com as figuras sextavadas do 5º quadro, o da direita, eu fiz uma colcha de enxoval e acredite, até o tecido do vestido que usei quando ganhei meu primeiro beijo na boca, do Tony, tinha nela. Eu achava a colcha brega e foi no Rio de Janeiro, em 1968, quando fui lá pela 1ª vez é que vi uma exposta numa vitrine de boutique é que achei linda e quando cheguei em casa eu a terminei. E quer saber, eu a usei muito depois de casada, tanto que Vanessa aprendeu as cores nessa colcha! Vanessa sempre me pedia para fazer uma colcha, mas eu também achava difícil e acho ainda apesar de toda a facilidade para fazer. Não demore, Lucinha, com o passar dos anos a visão vai ser problema. Parabéns! Lindo post seu! Forte abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá doce Lucinha! Já gostava de trabalhos assim mas não sabia toda essa história...me encantei ainda mais. Acho maravilhosa essa saudade e lembranças que guardamos de determinadas pessoas...Algumas realmente merecem ser lembradas e transmitidas, como vc fez aqui. Parece até que senti um pedacinho da sua amiga que devia ser uma pessoa Linda. Beijo Grande e um fim de semana maravilhoso pra vc.
    cantinho da galega.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga hoje eu vim agradecer o carinho de sua presença no meu cantinho, assim que poder virei com mais calma.
    Um abençoado fim de semana.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  5. Minha linda e doce amiga!
    Belíssima postagem!!!
    Pelo carinho com que lembras de tua amiga e pelo encanto desses trabalhos que nos mostras, que são apaixonantes.
    Amei também o texto com o qual nos fala do quilt e do patchwork. Não sabia qual era a diferença.
    Muito legal!
    Abraços! Dias abençoados e felizes pra ti.

    ResponderExcluir
  6. que lindo Lucinha, hoje fomos na festinha junina da escola do Vinicius e lembramos de vc. as musicas no ultimo volume, que diferença, beijos e bom domingo

    ResponderExcluir
  7. Essa exposição trouxe saudades da Mary, mas também trouxe boas recordações. E este artigo Lucinha se calhar foi uma forma de dizer-lhe que sente a sua falta e que continuará sempre viva no seu coração e memória.
    Os trabalhos de fato são muito bonitos e dá gosto ver. Eu gostava de ter uma colcha em Quilt. Nem sabia que tinha este nome. Aprendo muita coisa com você.
    Abraço amigo,
    Paula

    Ah! Como estou com um tema sério lá no blog não quero que se sinta ‘obrigada’ a comentar o tema ‘ouviu’? Mas depois durante a semana se tiver um tempinho vá até lá para ver uma planta que vou mostrar. Bj**

    ResponderExcluir
  8. Que fotos de trabalhos lindos, Lucinha.

    ResponderExcluir
  9. Bem interessante, não tinha noção dessa diferença...Vivendo e aprendendo.Trabalhos lindos!!!
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  10. Nossa Lucinha que lindo, essas comunidade sempre fazem artesanatos lindos e não são valorizados infelizmente, brasileiro sempre que pagar mereca, uma pena. Isso tudo são obras de arte dignas de serem bem remuneradas.
    Querida q deus te console, lembre se sempre dos momento felizes com sua amiga .
    PS.:
    Adorei te ver no bloguinho,pena q ñ deu tempo de vc participar, mas na proxima vc participa, tá
    Eu tb não esqueço de vc e lembro q estou de devendo a foto dos patos...nem sei se vc lembra!

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  11. Lucinha querida e amada filha de Deus, estou ótima! Graças a Deus! Que trabalhos maravilhosos! Fiquei encantada, ainda mais eu que amo retalhos, querida que vc tenha uma semana cheia de muita paz, que Jesus seja intenso em todo o seu ser.

    ResponderExcluir
  12. .



    Lucinha, seu trabalho é
    lindo, suas fotos e o
    seu blog encantadores,
    mas o comentário que você
    fez no Blog do Bar do Es-
    critor, que não é meu, a
    não ser o texto em ques-
    tão, não tem preço.
    Adorei e agradeço a visi-
    ta o beijo e as portas do
    seu blog que você abriu
    pra mim.

    Um beijo do,

    Palhaço Poeta






    .

    ResponderExcluir
  13. Oi Lucinha!
    Que liindos!
    Não conhecia didaticamente esta diferença entre os dois trabalhos.
    Ambos precisam se mãos que trabalhem com amor e dedicação.
    Existem pessoas que surgem em nossas vidas e mesmo por pouco tempo ficam marcadas em nossos corações.
    Beijinhos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  14. Lucinha amiga,


    Como a sua mestra deve estar feliz ao ver esta homenagem linda que você prestou a ela...senti em suas palavras a ternura e o carinho que ela,com sua bondade e sabedoria,soube te transmitir,além do conhecimento e da beleza...
    E esta pesquisa maravilhosamente bem feita foi inspirada por esta pessoa linda que em sua lembrança ficou para sempre.

    Obrigada por partilhar tão suave momento.

    Bjsssss serranos,
    Leninha

    ResponderExcluir
  15. Lindos trabalhos e grata por nos esclarecer sobre essas artes tão meticulosas.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Lucinha querida vir aqui é sempre muito bom,apreendemos demais com tantas novidades..que trabalho maravilhoso..lindo demais..!! eu não conhecia....gosto de cores..coisas coloridas...me apaixonei..
    Lucinha obrigada pela sua visita no meu blog mesmo na minha ausência..fiquei feliz...muitos beijos para voce e se cuida ai..conta com Deus e com minha amizade também..titi

    ResponderExcluir
  17. lindo seu trabalho,e todo conteudo do blog parabéns forte abraço, Renato artesanato em mdf.

    ResponderExcluir
  18. Lucinha,
    fiquei super feliz com sua visita,saber que conquistei uma amiga tão receptiva e carinhosa assim, é muito gostoso. Obrigada de verdade pelo retorno. Seja bem vinda ao bloguito. Sou uma amante do artesanato, muito curiosa e aprendiz de costureira, mas se precisar de alguma ajuda, estarei sempre disposta a ajudá-la.
    Um grande beijo!
    Simone

    ResponderExcluir
  19. Andava meio desatualizada com relação ao artesanato, até que estive numa feirinha de artesanato perto de casa e fui apresentada ao quilt. Acho lindos os trabalhos feitos com essa técnica.
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir

Visualizações

Arquivo

Categorias