Olha a pamonha! Coisas do meu Brasil.

 Preparando a palha para o enchimento.
 Algumas já começando a cozinhar.
No tacho e no fogão a lenha.
Ih.. já encheu uma baciona. (bacia grande) Rs

Gente, eu gosto demais de milho e dos derivados dele. 
 Ao chegar lá no sítio dos tios Celso e Olga, em Resplendor, nas bandas de Minas Gerais, ela, e mais duas amigas estavam preparando as pamonhas com muito carinho.

Elas não sabiam que eu estava indo, mas parece que adivinharam. Eu, como uma blogueira, que mesmo de férias não deixei de ser, saí clicando. Risos

E pra completar, só mesmo uma prosa muito boa na varanda, comendo pamonha quentinha.
Eita trem bão sô!


Essa receita não é da tia Olga. Encontrei na internet, mas é mais ou menos isso. Existem várias formas de preparo e recheio.
Em alguns casos, usa-se a folha de bananeira, no lugar da palha de milho.




Pamonha Salgada

Ingredientes

12 espigas de milho
1 xícara (chá) de leite
2 colheres (chá) de sal
4 colheres (sopa) de queijo minas curado ralado
1 colher (sopa) de margarina
1/2 colher (chá) de açúcar

Modo de preparo

Retire a palha do milho com cuidado, reservando para embalar a pamonha.
Retire o milho da espiga rente ao sabugo com uma faca afiada.
Bata no liquidificador, aos poucos, colocando o leite.
Passe por uma peneira, apertando bem, e despreze a sobra da peneira.
Adicione o sal, o queijo, a margarina, o açúcar e misture com uma colher.

Reserve

Limpe bem a palha e cozinhe em água fervente por 10 minutos.
Escorra e passe pela água gelada.
Sobreponha duas palhas de milho em cruz, e com cuidado, encha a cavidade com aproximadamente, 1 xícara de chá do creme reservado.
Dobre como se fosse um embrulho, fechando as pontas para dentro.
Amarre com um barbante culinário ou uma tira de palha e cozinhe em água fervente por 1 hora.
Escorra e sirva morna ou em temperatura ambiente.
Rendimento: 12 unidades

Fonte da Receita. 

Depois eu vou mostrar a papa de milho, que é minha preferida.
Ai ai, ainda vou morar na roça! 

Muito obrigada a todos pelo carinho e lindas palavras sobre o falecimento do pequeno Miguel.  Foram muito confortáveis ao meu coração, e assim que puder, vou transmiti-las a família.

18 comentários:

  1. Que coisa linda de ver e comer, claro..

    Mas melhor de tudo é a paz daquela casinha, na varanda... Também quero!!!rs beijos,

    tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Lucinha,

    Este trem é bão demais, sô! rsrs.

    Beijoca e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. delicia...beijos e bom fnal de semana

    ResponderExcluir
  4. Minha querida!
    Que delícia!!!
    Saborear pamonhas proseando na varanda dessa linda e aconchegante casinha. Isso é felicidade!
    Abraços! Um final de semana abençoado pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Olá amiga Lucinha,
    Maravilhosa essa sua viagem ao seu País natal.
    E essa roça e esse verde; a casa e a "Pamonha" demais!
    Embora more aqui bem perto de uma zona bem verde e muito bonita, a minha rua é muito poluída!
    Não me importava, de neste momento, estar num local assim lindo e tranquilo como esse que mostra e essa lareira...Com o frio que aqui está bem apelativa...
    Um beijinho e muito grata pelas suas tão saudáveis e lindas partilhas.
    Ailime

    ResponderExcluir
  6. Menina,você me deixou com a boca cheia d'ägua!!!que maravilha de pamonha!
    Minhas avös e minha tia Ruth,faziam pamonhas deliciosas e tambëm o que vc chama de papa de milho e elas chamavam de mingäu de milho verde...tambëm uma delïcia!!!
    Fiquei com saudade de Minas e daquele tempo,na fazenda de minha tia,que era perto de Carangola.
    Ah,outra coisa,que casa gostosa,acolhedora e simpätica!!!Ai que vontade de sentar naquela varanda e jogar conversa fora,bem devagar como sö mineiro sabe fazer!
    Estou adorando viajar com vc e acho que em sua pröxima viagem vc terä uma companhia...aceita(meu ponto de interrogação tmbëm sumiu)
    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  7. Delícia, eu adoroooooo pamonha!
    meu pai fazia muito e eu me esbaldava!
    agora qdo vou a S.Paulo é que como , porque aqui no sul não tem pra vender só fazendo .

    uma tragédia mesmo o que aconteceu, mas tinha que ser assim... que Deus de conforto a essa familía!
    abraços!

    ResponderExcluir
  8. Nunca comi nem sequer vi disso mas deve ser bom, já que todo o mundo parece gostar!...
    A casinha é linda, apetece visitar e até morar.
    Bj

    ResponderExcluir
  9. eu tb vou morar na roça...na roça la em poços de caldas!! eu AMO milho...e qualquer coisa de milho!

    ResponderExcluir
  10. Lucinha gosto de pamonha, mas, amei a casa. Linda e aconchegante! O verde da casa e do chão, contrastando com o azul do céu, parece uma pintura. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi minha querida amiga Lucinha. Vim correndo agradecer tua amável visita em meu diário e conhecer esse teu cantinho. Nossa, pamonha, comi muiiiiiito nos 9 anos em que morei em Recife e Ceará... coisa boa mas ENGORRRRRRRRRRRDA muiiiiiiiiiiito. Deve ser bom morar em Nova Zelândia não? depois que parar de andar de motor home vou começar meu ciclo de viajar pelo mundo, nem que seja de pacotes pois falo mal e porcamente o português, kkkk. Um grande beijo. Também já estou te seguindo e voltarei sempre que puder. FIQUE COM DEUS.

    ResponderExcluir
  12. Lucinha amada de Deus,
    Que bom voltar a falar com você, fiquei imensamente feliz com o seu comentário, tenha certeza quando vier aqui e passar por GV vou lá te dar um abraço, ou se vc puder, te buscar para vimos aqui em casa tomar um café, um lanche, almoço...Vai ser uma alegria para mim te conhecer pessoalmente, pois virtualmente é uma amiga que mora no meu coração. Essa pamonha me encheu a boca de água, amo!
    Deus te abençoe e te ilumine, estou acompanhando sua viagem ao Brasil, que a próxima seja o mais breve possível.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Pamonha salgada era a preferida do Tony e eu como boa paulista adoro a doce. Quando morávamos em Brasília,e viajando para o interior de SP, ao chegar nos arredores de Goiânia era uma festa para ele, pois à sombra de árvores, cozinhavam pamonhas salgadas. Ele comia até. Que delícia chegar assim de surpresa e ver tachos de pamonha boa! Isso já aconteceu comigo, indo visitar meus tios! Posso imaginar o quanto de bem lhe fez, retornar ao Brasil! Tenho saudades das nossas conversas, dos desabafos também! Enquanto isso, fique com Deus! Bjbjbj!

    ResponderExcluir
  14. Lucinha que trem bom heim!
    Gosto também de milho e seus derivados.Essas pamonhas estão divinas! beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Lucinha !
    Nossa que adorei seu cantinho!!
    Adoro coisinhas caseiras e da roça !!
    Deve ter ficado bão de mais !!
    Bjinhs
    luli

    ResponderExcluir
  16. Oooooooo coisa bôa!!!
    Venho da casa da Rosana gosto caipira e encontro esse cantinho com cheiro de mato ...
    Ahhhh vou ficar por aqui, adorei tudo. minha cara!!!

    Beijos querida

    ResponderExcluir
  17. Lucinha
    É bão demais sô!
    Comer pamonha, na varanda deste encanto de casa, com uma boa prosa e com pessoas queridas é prá lá de bão!
    Amei a postagem, me senti em casa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Essas pamonhas com esse lugar esplêndido..é tudo de bommmm...

    ResponderExcluir

Visualizações

Arquivo

Categorias